COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
27/06/2016
A MIGALHA INFINITA
O Pão da Vida
 

“Quero agradecer, ao Meu pequeno exército, toda a dedicação, obediência e entrega à celestial Comandante, e conclamo-o à perseverança até a vitória final que rapidamente se aproxima”

Maria, a Imaculada Conceição

 

“Salve Hóstia, migalha infinita! És a esmola divina do amor!

Salve Luz, és a vida bendita! Salve Hóstia, és o próprio Senhor!”

 

Antes de receber a Santa Comunhão reze, com muita piedade e humildade, a seguinte oração:

“Este Vosso Corpo, Senhor Jesus Cristo, que eu, ainda que indigno, ouso receber, não seja para mim, causa de juízo e condenação, mas pela Vossa Piedade sirva de defesa para a minha alma e remédio para os meus males. Vós que sois Deus com o Pai e o Espírito Santo.  Amém!

 

Depois de receber a Santa Comunhão reze, com muita piedade e humildade, a seguinte oração:

Alma de Cristo, santificai-me. Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me. Água do lado de Cristo, lavai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me. Ó bom Jesus, ouvi-me.
Dentro das Vossas Chagas, escondei-me. Não permitais que eu me separe de Vós.
Do espírito maligno, defendei-me. Na hora da minha morte, chamai-me.
E mandai-me ir para Vós, para que com os Vossos Santos Vos louve,
Por todos os séculos dos séculos. Amém!

 

Como você se veste para ir à Igreja?

Profana a Igreja que é a Casa do Senhor e Sacrário de Deus Vivo, quem entra nela com roupas impróprias.

Para ir a uma recepção, a um casamento, a um piquenique, a um barzinho ou à praia, para cada uma dessas ocasiões tem-se uma roupa própria. Não se vai a um casamento com roupa de praia, como não se vai a uma recepção com trajes de piquenique. Ir a uma recepção com traje impróprio é um desrespeito ao recepcionado e um menosprezo aos que estão na recepção.

Por que comparecer à Igreja, numa solenidade tão importante como a Santa Missa, onde está presente, não uma pessoa importante, mas o REI DOS REIS, O CRIADOR DOS HOMENS e de todo o universo, com roupas mais próprias para um passeio na praia, um piquenique ou para um barzinho com amigos? Não é um total desrespeito a este Deus, a este REI DE TODO O UNIVERSO, e um menosprezo aos outros que lá também compareceram trajados corretamente?

Se você vai à Missa para rezar, louvar, adorar e pedir graças a este DEUS ONIPOTENTE, ao comparecer com trajes desrespeitosos nada obterá, mas, causará profunda mágoa a este JESUS que tanto sofreu e deu a vida para que você pudesse ser salvo e gozasse da felicidade no Céu.

Não cora o risco de acontecer com você o mesmo da passagem do Evangelho:

“ O Rei entrou para vê-los e viu ali um homem que não trazia a veste nupcial. Perguntou-lhe: Meu amigo, como entraste aqui sem a veste nupcial! (...)  Amarrai-lhe os pés e as mãos e lançai-o nas trevas exteriores. Ali haverá choro e ranger de dentes.” Mt. 22, 11-13

 

Você reconhece Jesus Sacramentado como seu Deus?

Não fazer uma genuflexão diante do Santíssimo Sacramento no Sacrário, é não reconhecer em Jesus a Majestade Divina do seu Criador e Redentor, é dizer que não reconhece n’Ele o direito de, como Criador, ser adorado por suas criaturas.

Fazer conscientemente a genuflexão é primeiramente um ato de profunda humildade. É se considerar uma criatura que tem sua vida totalmente dependente de seu Criador. É um ato de profunda adoração ao Senhor Deus de todo o universo. É um ato de reverência e homenagem ao Deus de Majestade e Bondade infinita. Não fazer a genuflexão é negar a Jesus, ali presente, tudo isso.

Na SARÇA ARDENTE, Deus mandou Moisés tirar as sandálias porque a presença d’Ele fazia aquela terra ficar Santa (cf. Ex. 3,5), A Igreja com a presença real de Jesus, também é um lugar Santo.

Se você não faz a genuflexão porque não sabe o significado, tudo bem, mas agora passe a fazer. Mas, saiba que a vênia com a cabeça não substitui de maneira alguma a genuflexão, porque não é um ato de adoração e nem de humildade, é apenas uma pequena reverência.

Mas, se você acha que Jesus não é o Deus Criador de todo o Universo, por isso não é merecedor de todo esse reconhecimento seu, porque então vai à Igreja que é a Casa d’Ele?

É melhor não ir, pois, você não O reconhece como seu Deus, nem O adora com a genuflexão.

A mesma obrigação que se tem de fazer a genuflexão, tem também, de ajoelhar-se durante a
Consagração do pão e do vinho. É também ato de adoração.

Permanecer em pé é colocar-se em igualdade de condição com Ele, coisa que você não pode e nem quer, pois seria uma afronta a Deus.

Lembre-se que está escrito:

“... Diz  o Senhor, diante de Mim se dobrará todo o joelho... “  Rom 14,11

“...Ao nome de Jesus se dobre todo o joelho no Céu, na terra e nos infernos.”  Fil 2,10

 

Você ama e respeita Jesus como Seu Deus?

A Igreja manda confessar-se ao menos uma vez cada ano, mas sabemos que o ideal é uma vez por mês, ou imediatamente após cometer uma falta grave. Manda comungar ao menos uma vez pela Páscoa da Ressurreição, mas sabemos que o ideal é o mais frequente possível. Ela também manda ouvir missa inteira todos os domingos e festas de guarda, mas sabemos que o ideal é todos os dias.

A Igreja também permite a comunhão na mão, mas sabemos que o mais respeitoso é diretamente na boca. A Igreja não quer obrigar você a praticar atos desrespeitosos de amor ao seu Deus, quer sim, que o seu procedimento respeitoso seja espontâneo, nascido no seu coração. Mas, lembre-se que, só o padre tem as mãos consagradas para tocar no Sagrado Corpo de Jesus.

No livro Sagrado da Bíblia, Deus nos dá o exemplo de como devemos proceder:

A Arca da Aliança, feita por Moisés, era apenas a representação de Deus. No entanto, somente os sacerdotes podiam tocá-la. Oza, ao transportar a Arca na carreta, levou a mão para sustá-la por ter-se inclinado, foi ferido de morte pelo Senhor, apenas por tê-la tocado. ( Cf. 1Cron 13, 9-10 ). A arca era apenas a representação do Senhor, mas a Eucaristia é o próprio Corpo, Sangue e Divindade do Senhor nosso Deus.

Se a Arca que era apenas a representação do Senhor, só os sacerdotes podiam tocá-la, por que você quer pegar na Sagrada Eucaristia que é o próprio Senhor, sem ter as mãos ungidas como só os sacerdotes as têm?  Não acha que é um desrespeito, um grande atrevimento sem nenhuma necessidade?

A doença, a morte e todas as desgraças são obras do demônio e não de Deus. Jesus é só amor e bondade. O Corpo do Senhor não transmite doença, pois, é coisa Santíssima.

Como está na Bíblia, Deus não admitia desrespeito com as Coisas Santas. Agora é o doce e meigo Jesus, de bondade infinita, que deu a vida por nós e se entrega a nós na Eucaristia como uma criancinha indefesa, e os homens abusam de sua bondade e O tratam com desrespeito. Ele é amor e merece de nós o respeito e a correspondência a este amor que é ao mesmo tempo bondade, mas é também um Deus Todo Poderoso.

 

Mesmo nas migalhas, Jesus está por inteiro,

Corpo, Sangue, Alma e Divindade

Em cada fragmento, por menor que seja, da Hóstia Consagrada, está inteiro o corpo do Senhor.

No manuseio da Sagrada Eucaristia, quando da Comunhão na mão, ocorre o desgarrar de pequenas partículas que, desapercebidamente, acabam caindo no chão e sendo pisadas pelas pessoas. É Jesus Deus de bondade, Jesus Deus de misericórdia, Jesus Deus de amor, sendo assim desrespeitado e pisado por aqueles a quem tanto ama. Ó homens ingratos, não maltratem este Jesus que tudo faz para atrair os homens ao seu amor e leva-los ao céu!

No mundo inteiro, é assustadoramente grande o número das chamadas “missas negras”, onde se usam as Hóstias Consagradas para praticar, com Elas, terríveis sacrilégios. Com estas Hóstias Consagradas, querem mostrar o maior desprezo ao próprio Jesus e praticar atos de adoração ao demônio, que só tem a desgraça para dar a quem o segue. Querem humilhar Cristo Eucarístico e colocá-l’O debaixo do orgulhoso demônio. Pobres homens insensatos, que querem trocar Cristo pelo demônio! Não sabem o que fazem!

Estas Hóstias Consagradas são levadas para as “missas negras” por pessoas que , na fila da Comunhão, as pegam e em vez de coloca-las na boca, guardam-nas para levá-las às “missas negras”.
Você que absolutamente não pratica este ato demoníaco de levar Hóstias Consagradas para as “missas negras”, você que toma todo o cuidado para que pequenas partículas da Hóstia, ao comungar, não caiam no chão e terrível sacrilégio seja cometido ao serem pisoteadas. Mas, por você receber a Comunhão na mão, concorre, no entanto, para que tudo isso aconteça, ao acobertar, de certa forma, os que praticam estas abominações contra Jesus, Aquele que morreu na Cruz para nos salvar do fogo do inferno e levar-nos para o Céu.

Lembre-se que Jesus na Eucaristia é como uma criancinha indefesa em nossas mãos, podendo ser pisoteado e ultrajado pelos homens até nas “missas negras”. Mas, Deu Pai Todo Poderoso, que é um Deus bom, mas é também justo e não aceita que se cometa tamanha vilania com Seu Filho Unigênito. É vigilante e atento a todos os atos por nós praticados e julgará , severamente, todos os que menosprezam a Eucaristia. E a Virgem Maria, por seu grande amor pelo Seu Divino Filho, está sempre atenta ao tratamento que damos a Ele e sofre, também, os mesmos ultrajes sofridos por Seu Divino Filho, da mesma forma como Ela sofreu toda a Paixão de Jesus. Pense muito em tudo isso e em profunda meditação faça o que o seu coração mandar. Mas, saiba que estas ofensas atingem todo o Céu, a Deus Pai, A Jesus e a Nossa Senhora, o que não é bom para aqueles que assim procedem.

 

O resultado do nosso pecado

O que causou todo o infortúnio da humanidade trazendo a fome, a doença, a morte e a condenação ao fogo do inferno, após uma vida de sacrifícios e infelicidade neste “vale de lágrimas” que é o mundo, foi o Pecado Original inspirado pelo demônio.

A escolha feita por Adão e Eva foi a de seguir a Serpente e não a Deus. Ora, o que a Serpente tem para dar aos seus fiéis seguidores?  Ela não tem o Paraíso, ela só possui o vale de lágrimas”. Ela não tem a vida, por isso, instituiu a morte. Ela não tem a felicidade, tem o sofrimento. Ela não tem a bondade, tem a violência. Não tem a bem-aventurança celeste  para dar aos que a seguem, ela dá o inferno.

O Batismo na água, em nome da Santíssima Trindade, que Jesus, por sua Paixão e Morte na Cruz, conquistou para nós, apaga a condenação ao inferno devido ao Pecado Original. Ao sermos batizados renunciamos a escolha feita por Adão e Eva ao cometerem o Pecado Original e fazemos a nosso própria escolha do Céu.

Mas, quando transgredimos os Mandamentos, anulamos os efeitos do Batismo e voltamos ao Pecado Original, ao demônio com toda a maldade que ele possui. A transgressão dos Mandamentos é um ato formal em que declaramos a nossa preferência pelo demônio e renunciamos a todo o bem que vem de Deus. Ora, a Eucaristia é o maior bem que Jesus nos dá. É o Sacramento do Amor, que nos dá força para prevalecermos no amor a Deus, no caminho do Céu. O pecado mortal é o cultuar o ódio, que é o contrário, o opositor aos Mandamentos, que são o próprio amor.  

Receber, deliberadamente a Sagrada Eucaristia, tendo transgredido gravemente os Mandamentos, e não tendo se confessado, arrependido, e sem ter recebido a absolvição do padre, é submeter o amor ao ódio; é cometer sacrilégio, ofensa gravíssima a Jesus.  É submeter Jesus, que é o amor, ao demônio, que é o ódio. Equivale celebrar uma “missa negra” em nosso coração. É ato grave que São Paulo diz:

“Portanto, todo aquele que comer o Pão ou beber o Cálice do Senhor indignamente, será culpável do Corpo e Sangue do Senhor. Que cada um se examine a si mesmo, e assim coma deste Pão e beba deste Cálice. Aquele que O come e O bebe sem distinguir o Corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação.(1Cor. 11,27-29)

A grande disputa entre Deus e o demônio é pelo coração do homem. Deus quer levar o homem para o Céu, o demônio o quer para o inferno. É o homem, por ser livre, quem escolhe pra onde quer ir. Deus, por ser ético, convida-o, chama-o.  O demônio, por ser antiético, atrevido e perverso, assalta-o com todas as seduções que colocou no mundo.

Quando os homens praticam esses sacrilégios, pecados mortais, e todos esses atos de desrespeito, de dessacralização pra com Jesus Eucarístico, afastam Jesus de seu meio, repudiando-O, e com isso damos espaço ao demônio para agir livremente, aumentando o seu poder de ação. As consequências deste aumento de ação do demônio, são os desregramentos que presenciamos no mundo. Todo o egoísmo, toda a violência, todos estes sofrimentos, somos nós, os homens, os culpados, pois, por esses atos de menosprezo a Jesus, pelos pecados que seguidamente cometemos, damos grande espaço ao demônio que é o autor de tudo isso. É ele que, sorrateiramente, leva-nos a praticar todas estas ofensas ao nosso Deus e maior amigo, que só que o nosso bem.

A Eucaristia é o Sacramento do Amor

Ele é o maior Dom, que Jesus nos deus para nossa salvação. Ela é o Pão da Vida. Sem este Pão seríamos presas fáceis para o inimigo. Este Jesus feito de dores e opróbrios e morte na cruz por nosso amor, permanece ainda a nossa disposição nos Sacrários.

Ele se doa a nós no Sacrário da humildade e no amor do Cristo Cordeiro, mas, é também a Divindade do Cristo Majestade, o Deus Todo Poderoso.

Por seu Amor por nós e pelo desejo ardente de nos salvar, Ele se entrega docemente em nossas mãos, como uma criancinha indefesa, e sofre o abuso e o desprezo dos homens. É obediente ao chamado do Sacerdote, desce do Céu rodeado de milhares de anjos, porque os anjos O reverenciam, e transforma a hóstia branca em seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade para servir os homens.

Assim, permanece amorosamente a nossa disposição, sofrendo as nossas infidelidades. Fica trancado e abandonado nos sacrários a espera de uma correspondência, por pequena que seja, de nosso vacilante e incerto amor.

Temos um Rei dos reis, um Deus Todo Poderoso,  Criador do Céu e da terra e tudo o que eles contém, que está dia e noite a nossa disposição, clamando por nosso amor, ansioso por nos ajudar, e nós o menosprezamos.

E como retribuímos esta bondade infinita, este amor sem limites?

É com um descaso imenso, uma dessacralização criminosa!

Entram na igreja com a mesma desenvoltura como se entra em um cinema, ou em um teatro, como se ali não estivesse a Divina Majestade de Jesus. Ignoram completamente a presença Real de Jesus conversando e rindo animadamente como se estivesse participando de um encontro social, e não de uma solenidade de oração, com a presença viva do Deus Altíssimo. Alguns, com um certo descaso, fazem um leve aceno com a cabeça quando deveriam dobrar o joelho, em uma profunda prostração interior em ato de adoração e agradecimento ao seu Criador e Redentor. 

O maior descaso é ao aproximar-se da Comunhão de modo totalmente disperso e em trajes totalmente inconvenientes e até profundamente desrespeitosos.

Recebem-n’O na mão com total desenvoltura, sem nenhuma reverência, deixando muitas vezes, cair no chão, partículas que se desgarram, descuidadamente, e são calcadas aos pés. Que horrível sacrilégio!

Mas, o pior fazem aqueles que, estando em pecado mortal, praticam um ato de profunda humilhação e grave ofensa ao afável e amorosos Jesus, ao fazê-l’O entrar pela Comunhão, em seu corpo que foi entregue ao demônio pelo pecado mortal.

Comungar em pecado mortal é um ato de consequências inimagináveis para aqueles que o praticam.

A Igreja nos ensina que não podemos Comungar em pecado mortal sem antes se Confessar. Pecado mortal é aquele que é grave, normalmente contra um dos Dez Mandamentos: matar, roubar, adulterar, prostituir, blasfemar, prejudicar os outros, ódio, etc. é algo que nos deixa incomodados…

Veja o que diz o Catecismo sobre isso: §1856 – O pecado mortal , atacando em nós o princípio vital que é a caridade, exige uma nova iniciativa da misericórdia de Deus e uma conversão do coração, que se realiza normalmente no sacramento da Reconciliação.

 

A nossa responsabilidade pelo estado do mundo

O mundo como um todo, isto é, a sociedade, etc., fica melhor ou pior, conforme os homens pendem mais para Deus ou em oposição a Deus, isto é, para o lado do demônio. Pois, quem leva o mundo para o bem é Deus e para o mal é o demônio que o leva.

Se o saldo, isto é, a maioria das ações praticadas pelo homem, é favorável a Deus, Ele exerce uma maior influência na sociedade humana e ela se torna melhor na medida deste saldo favorável a Deus. Mas, se ao contrário, o saldo favorece ao maligno, é ele quem exercerá maior influência na sociedade e ela será pior,  também, na grandeza deste saldo.

Portanto, se este nosso mundo está cheio de injustiças, corrupções, de desonestidades, de violências, etc., é porque os homens se afastaram de Deus, dando assim, maior força ao demônio e é ele que tendo maior influência na sociedade, leva os homens à injustiça, à mentira, à corrupção, à violência, etc., fazendo crescer cada vez mais a sua maléfica influência nestes pobres homens, seduzidos pelas coisas deste mundo de pecado, que perdeu todo o limite da concupiscência  e do mal.

Todas essas coisas más têm sua origem no demônio e não em Deus.

Quando você entra na igreja, na Casa de Deus, diante da Majestade Divina, impropriamente vestido, você não está reconhecendo Jesus como o Rei dos reis, o Criador de todo o universo, o dono de tudo e por isso, está negando a homenagem do seu reconhecimento, colocando Ele como qualquer um de nós.

Se você rebaixa Jesus e o menos preza, você está engrandecendo o demônio.

Do mesmo modo, se você não faz a genuflexão diante de Jesus Sacramentado, você está negando a Ele o culto de adoração que Ele, como Deus, tem direito, isto é, você não reconhece Ele como Deus, portanto você O rebaixa e da mesma forma, você engrandece o demônio.

Quando, você ao comungar por suas mãos, deixa cair pequeninas partículas da Hóstia no chão, para serem pisoteadas, você está sendo responsável por um sacrilégio que é o maior desprezo que se dá a Deus. Isto aumenta substancialmente o poder, a ação do demônio junto aos homens, afastando deles a presença de Jesus.

E o que dizer daquele que estando em pecado mortal, isto é, sem confissão, e vai comungar?

Ele está colocando Jesus debaixo do demônio no seu coração.

Neste caso se está dando um grande destaque ao demônio em detrimento de Jesus.

Tudo isso que está acontecendo, sistematicamente em todas as igrejas, dá ao demônio uma enorme força para impor ao mundo a influência maléfica de suas leis.

Você não pode se queixar das dificuldades, dos sofrimentos, da violência que reina na sociedade.

Bata no peito e diga: “Minha culpa!”

Mude completamente o seu comportamento na igreja diante de Jesus Sacramentado, adorando-O com amor e grande respeito, para tirar do demônio esta maior força, afastando-o, cada vez mais, para longe de nós, e Deus fará um mundo melhor.

Saibam que o homem, por suas próprias forças, nada pode fazer para melhorar o mundo, mas, ao mesmo tempo, ele tudo pode por ser muito amado por Deus.

Este Deus amoroso o atende prontamente, quando é por ele clamado com o coração profundamente contrito.

Mas, se o homem se esquece de Deus, Ele se afasta tristemente

e então o demônio, mais do que depressa, toma conta de tudo.

 

Como rezar

Como devemos rezar?

Para bem rezar e obtermos de Deus as graças de que necessitamos, a primeira coisa que devemos ter é uma postura de humildade do corpo e do espírito.

Na Bíblia temos muitos exemplos de como rezar para sermos atendidos.

Moisés, quando rezava pedindo clemência a Deus pelos desatinos do povo Israelita, caía no chão com a face por terra e pedia clemência a Deus:

Num 16,22 - “Moisés e Aarão -  Eles prostraram-se com o rosto por terra e disseram: Ó Deus, Deus dos espíritos de toda a carne, um só homem pecou, e Tu te iras contra toda a assembleia!”

Num 20,6 – “Moisés e Aarão deixaram a assembleia e dirigiram-se à entrada da Tenda de Reunião onde se prostraram com a face por terra.”

O Leproso, ao se aproximar de Jesus, para pedir-lhe a cura, também teve esta atitude de grande humildade: “ Estando Ele numa cidade, apareceu um homem cheio de lepra. Vendo a Jesus, lançou-se com o rosto por terra e lhe suplicou: “Senhor, se queres, podes limpar-me.” Jesus estendeu a mão, tocou-o e disse: “Eu quero; sê purificado!”  No mesmo instante desapareceu dela a lepra.” Luc 5,12-13

Até Jesus, ao dirigir-se a Seu Pai, em grande angústia, também teve a mesma atitude:

“Jesus, adiantando-se alguns passos, prostrou-se com a face por terra e orava que, se fosse possível, passasse dele aquela hora.” Mar 14,35

“Jesus, adiantou-se um pouco, e prostrando-se com a face por terra, assim rezou: “Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas, sim o que Tu queres”. Mat 26,39

Mas, nós nos consideramos grandes, não somos como Moisés e como Jesus, ao voltarmos da Comunhão, (hora grandiosa em que o nosso corpo se funde com o Sagrado Corpo de Jesus) ficamos assentados como se apenas tivéssemos recebido em nosso coração, não o Rei de todo o Universo, mas apenas um símbolo das mãos do Sacerdote. Alguns completamente alheios a esta Sacrossanta União com o nosso Deus, dispersivamente, ficam assentados esperando o término das cerimônias, outros permanecendo assentados, ensaiam um agradecimento a esta grande dádiva de Deus.

Se não fizermos como Moisés e como Jesus, pelo menos quando voltarmos da Comunhão, prostremos de joelhos, contritos, para agradecer a Jesus este grande Dom que é a Santa Eucaristia.

Assim, de joelhos, nesta hora, se pedirmos a Ele alguma graça, Ele será certamente tocado, pelo nosso ato de humildade, a conceder-nos a graça pedida, como atendeu o leproso do Evangelho, que e prostrou com a face em terra para pedir a cura.

Por que desperdiçar este momento de tamanha riqueza espiritual, quando estamos intimamente unidos a este nosso poderoso Amigo, pra abrir o coração e confessar-lhe os nossos sofrimentos, as nossas dificuldades e desejos?

 

Nesta hora um coração humilde e contrito,

amoroso e sincero é certamente atendido por Ele.
 

Não façamos o jogo do inimigo,

Banalizando o que é Divino,

E profanando o que é Sagrado.

 

 

 
 
 

Artigo Visto: 654 - Impresso: 9 - Enviado: 5
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 153 - Total Visitas Únicas: 270681 - Usuários online: 14