COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
31/12/2011
OS CENÁCULOS DA MISERICÓRDIA
O que é um cenáculo?
 

O conceito de pequenas comunidades que compartilham sua fé é tão antigo como a própria Igreja. Os primeiros seguidores de Cristos se encontravam no Templo e davam graças a Deus liturgicamente, mas também em suas casas para repartirem o pão, absorver os ensinamentos dos Apóstolos, rezar e sustentar a vida em comunhão (cf. Atos dos Apóstolos, 2).

A idéia contida na palavra cenáculo é derivada da reunião que os seguidores de Nosso Senhor no local onde Ele celebrou a Última Ceia. A palavra em latim para Ceia é cena. Cenaculum é onde as pessoas se encontram para fazer uma refeição. Vários eventos significantes aconteceram no cenáculo: Jesus instituiu a Santa Eucaristia (Lc. 22, 19ss) na companhia dos seus discípulos; ensinou-os a lavar os pés (Jo. 13,1ss) uns dos outros como sinal de humildade e serviço ao próximo; na noite da Páscoa ele os confiou a missão de perdoar os pecados (cf. Jo. 20,23) ; e foi lá que eles receberam o Espírito Santo em Pentecostes dotando-os do poder de levar a “Boa Nova”, ou seja, o Evangelho (cf. At. 2, 1ss).

Os Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia se encontram em pequenos grupos, inspirados nas reuniões dos primeiros cristãos no cenáculo, para aprofundar sua fé católica e conhecimento da mensagem da Divina Misericórdia, compartilhar suas lutas e suas alegrias ao aplicar isto na sua vida em família e no trabalho, e para externar esta fé por obras de misericórdia. Mais do que ser somente um grupo de oração, estudo bíblico, ou organizações de serviços, os cenáculos são uma saudável combinação de tudo isso. São a via pela qual aprofundamos nosso conhecimento e experiência da Divina Misericórdia, para a qual Nosso Senhor nos convidou.

 

Formato e orientações

Pessoas que se reunem inspirada por um específico interesse, exibem uma grande iniciativa, vitalidade e fervor em fazer este interesse dar frutos. Um pequeno grupo de motivadas e inspiradas pelo mesmo objetivo pode nos ajudar muito em nosso crescimento espiritual. Quando nós compartilhamos profundamente nossa fé com os outros, nós crescemos em comunidade e em experiência da Misericórdia Divina.

Cada cenáculo terá uma personalidade distinta, devido à variedade de pessoas compartilhando seus dons e experiências. Os membros encontrarão nos cenáculos um bom ambiente para colocar suas dúvidas sobre a fé, aprender informalmente, e compartilhar sua caminhada da fé com os outros. Por causa das atividades casuais, como  reuniões nas casas, encontros nas igreja ou projetos comunitários, que podem incluir outras pessoas das famílias ou novos associados, um cenáculo pode trazer proximidade para a família e para a comunidade, oferecendo um modo de conhecer melhor uns aos outros. A “igreja doméstica” é vitalizada através da ativa participação em pequenas comunidades de fé.

Para montar um Cenáculo dos Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia você deve proceder da seguinte forma:

1 - Forme um grupo de interessados. Cada grupo formado terá um mentor espiritual e um facilitador leigo. Sob a orientação do mentor espiritual e do facilitador leigo, os grupos dos Apóstolos Eucarísticos podem agendar um dia comum e um horário que todos possam participar das reuniões dos cenáculos. Sugerimos que as reunições sejam quinzenais.

2 - Para poder ser considerado um membro oficial dos Apóstolos Eucarísticos da Divina Misericórdia, e para receber materias e apoio constante do Apostolado da Divina Misericórdia, cada um dos membros deve se registrar preenchendo a Ficha de Inscrição e enviando-a para o Apostolado da Divina Misericórdia.

 

Sugestões para os Cenáculos Quinzenais

1. Venha preparado! (Faça as leituras com antecedência.)

2. O líder leigo será o principal orientador, encorajando a discussão em grupo e a participação. Diversos membros do grupo podem alternar-se no papel de apresentadores.

3. O apresentador deve incluir a Bíblia e o Catecismo da Igreja Católica, de maneira que os participantes possam compreender melhor a sua Fé. A discussão deve incluir o diálogo e a discussão, não uma conferência.

4. Seja perseverante! Participe regularmente dos encontros do grupo. Deus o recompensará pelos seus esforços.

5. As Orações de Gratidão que se seguem ao cântico de abertura são orações de ação de graças. Orações de Pedido, pedindo certos favores a Deus, devem ocorrer após a discussão em grupo.

6. A comunidade é construída através de encontros dos membros fora daqueles do cenáculo, especialmente quando se trata de prestar assistência a pessoas necessitadas.

7. Após seis meses de formação, reze e troque idéias com o padre da sua paróquia a respeito de obras corporais e espirituais que o grupo pode realizar para edificar a Igreja local, com ênfase nos marginalizados de hoje.

Os membros do grupo devem ler a Sagrada Escritura, o Catecismo e os trechos do Diário assinalados e vir a cada encontro preparados para discutir e partilhar pensamentos a respeito das leituras. Cada um deve tentar interiorizar uma linha ou duas das leituras acima e aplicá-las à sua situação de vida. Quando alguém lê o Diário de Santa Faustina, percebe que ele está de acordo com a Sagrada Escritura. Com a conclusão do Diário, os tópicos mais importantes relacionados com o aspecto devocional da Mensagem da Divina Misericórdia, as virtudes de Santa Faustina, bem como os princípios fundamentais da Fé Católica terão sido cobertos nas discussões. As lições exigem alguma preparação. Mas, à medida que os membros aprofundam o seu conhecimento da Mensagem da Divina Misericórdia por esses meios, estarão aptos a aplicar os ensinamentos às suas vidas pessoais e a experimentar a cura das suas feridas e das suas mágoas pessoais.

Observações para os orientadores:

– Discussões demasiadamente intelectuais devem ser evitadas. Devem ser estimuladas experiências pessoais de Deus e da Igreja, bem como a oração.

– O desenvolvimento espiritual exige tempo. A vida espiritual dos membros do cenáculo não terá desenvolvimento igual. Tenha consciência dessas diferenças e aprenda a lidar com elas. Para maiores informações a respeito dessa questão, veja a seção das Leituras Sugeridas no Manual.

– Os exercícios, as leituras e as orações comunitárias podem não ser animadas e abertas no início, mas se tornarão mais vivazes e cordiais à medida que o relacionamento entre os membros do grupo se aprofunda. Assim, as atividades além dos encontros programados podem ser muito importantes.

– Tenha consciência dos membros doentes ou sofredores que necessitam de ajuda, para que não sintam o isolamento ou a desconsideração.

 

Materiais necessários para o seu Cenáculo

É recomendável que cada membro do Cenáculo possua:

• Bíblia Sagrada
• Catecismo da Igreja Católica
• O Diário da Santa Faustina - Divina Misericórdia em Minha Alma
• Manual de Formação do Cenáculo
• Encíclica do Papa João Paulo II  Dives in Misericordia

Entre contato para obter orientações e encorajamento, bem como para enviar as informações dos membros do seu Cenáculo

   Apostolado da Divina Misericordia
   Caixa Postal 8971 
   80611-970  Curitiba PR - Brasil

   fone:  (41) 3348-5043
   fax:   (41) 3348-4303

   email apostolado@misericordia.org.br




 
 
 

Artigo Visto: 861 - Impresso: 40 - Enviado: 19
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 172 - Total Visitas Únicas: 253467 - Usuários online: 11