COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
29/10/2012
A FÉ CURA OS BARTIMEUS DA VIDA
Poesia do Pe. Álvaro Lenhardt
 

Marcos 10, 46-52

 

 

A Margem da estrada da vida está Bartimeu

Cego, excluído da vida social, a dignidade perdeu

Sem ninguém vegeta e mofa na triste solidão

Ninguém a dar-lhe um sorriso, remédio ou tostão

 

 

Maldita fome. Como é triste não ter comida

Não ser acolhido pelo sorriso de um amigo

Não ter qual ave de arribação nem pouso nem abrigo

Bartimeu não tem mais ninguém, está só na vida

 

 

Seus ouvidos estão atentos a toda voz e barulho

Até percebe da juriti o triste e solitário arrulho

Ouve vozes que falam bem de um tal de Nazareno

Diz-se ser sábio, curador, santo e mui sereno

 

 

Bartimeu sonha com seus botões, lá no fundo do coração

Nada enxergo com os olhos carnais, mas tudo com a fé e a razão

Enquanto a cegueira canta a vitória da escuridão em eterno pernoite

A fé canta a vitória da Ressurreição da vida, sem noite

 

 

Bartimeu percebe o nazareno entre os passantes

O encontro com Ele tudo muda. Nada é como antes

Grita bem forte: “Tem compaixão de mim,Filho de Davi!

Cura meus olhos, minha vista, que tão cedo perdi.”

 

 

Jesus escuta...pára...e fala:”Timeu vem!”

Chamado, pula...ri...chora...e tudo vai bem

“O que queres que te faça, amigo Batimeu?”

Que eu veja, falou com fé o filho de Timeu

 

 

Curado, entrou em comunhão com Jesus

Seguir o Nazareno foi-lhe um caminho de luz

Muitos que presenciaram o milagre, ainda são cegos

O orgulho impediu que a luz da fé iluminasse seu ego

 

A TV mostra hoje muito Bartimeu a margem da estrada

Com a droga, muita vida aparece como estrada asfaltada

Mas quantos coitados, vegetam na exclusão com a vida estragada

Quantos tem a dignidade de pessoa humana, arruinada

 

 

Senhor, que a fé me leve a descruzar meus braços

Que plante amor e distribue muitos abraços

Semeando entre os lascados do campo e da cidade

Comida, remédios, sorrisos, amor e solidariedade.

 

 

Pe. Álvaro Lenhardt

 

                                              

 

                                                  Santa Cruz do Sul, 25 de outubro de 2012

 

 

 

 


 
 
 

Artigo Visto: 900 - Impresso: 22 - Enviado: 11
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 191 - Total Visitas Únicas: 316373 - Usuários online: 24