COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
02/01/2012
A RENÚNCIA DE DOM SINÉSIO
E a nomeação de Dom Canísio Klaus
 
DOM CANISIO KLAUS -  NOVO BISPO DE  SANTA CRUZ

Às 7 horas da manhã do dia 19 de maio, o site do Vaticano noticiava a renúncia do bispo de Santa Cruz do Sul e nomeação do sucessor. A noticia dizia que “O Santo Padre aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Santa Cruz do Sul (Brasil), apresentada por Dom Aloísio Sinésio Bohn, em conformidade ao cânon 401 & 1 do Código do Direito Canônico. O Papa nomeou bispo da diocese de Santa Cruz do Sul Dom Canisio Klaus, até agora bispo de Diamantino- MT”.

Dom Canísio nasceu em Arroio do Meio no dia 9 de outubro de 1951, filho de Arthur e Hilda Klaus. É o sexto filho numa família de 7 irmãos. Fez seus estudos de primário nas escolas de Arroio Grande Central e Dona Rita (Arroio do Meio). Estudou nos seminários Sagrado Coração de Jesus de Arroio do Meio, São João Batista de Santa Cruz do Sul e Imaculada Conceição de Viamão. Concluiu seus estudos de filosofia na Faculdade do Seminário de Viamão e teologia na PUC/RS de Porto Alegre. Foi ordenado sacerdote no dia 28 de dezembro de 1979 em Arroio do Meio. Como padre trabalhou nas paróquias Nossa Senhora da Conceição de Santa Cruz do Sul, Nossa Senhora da Conceição de Lajeado, Santo Antonio de Nova Guarita (MT) e Nossa Senhora do Rosário de Guarantã do Norte (MT). Trabalhou ainda no Seminário Sagrado Coração de Jesus e na Coordenação de Pastoral da Diocese de Santa Cruz do Sul. Integrou o Conselho de Presbíteros da Diocese, o Conselho de Assuntos Econômicos e o Conselho de Consultores.

No dia 22 de abril de 1998 recebeu do Papa João Paulo II a nomeação como bispo diocesano de Diamantino – MT. Foi ordenado em Arroio do Meio no dia 21 de junho daquele ano e empossado como Bispo de Diamantino no dia 19 de julho de 1998.

Em seu currículo de Bispo, entre várias outras coisas, Dom Canisio contabiliza a reabertura do Seminário Diocesano de Diamantino, a criação do Instituto Diocesano das Irmãs Discípulas do Divino Pastor, a construção do Centro Diocesano de Pastoral, a organização do Museu da Prelazia e Diocese de Diamantino e a instalação do Seminário Maior em Várzea Grande. Durante quatro anos presidiu o Regional Oeste 2 – MT da CNBB e por 9 anos foi bispo referencial da Pastoral Familiar no Estado, quando foi elaborado o Projeto “Família Cristã – Igreja Doméstica na Amazônia”. No momento, Dom Canísio estava ocupado em organizar o Projeto das Missões Populares em toda a Diocese, com o apoio do Pe. Luis Mosconi.

Numa região missionária, Dom Canisio se orgulha em ter ordenado 14 padres, sendo 8 para o clero da Diocese de Diamantino.

Seu Lema Episcopal : Evangelizare misit me – Enviado para evangelizar.

A posse de Dom Canisio como Bispo de Santa Cruz do Sul está marcada para às 16 horas do dia 18 de julho, na Catedral São João Batista. Até lá o Papa Bento XVI nomeou Dom Sinésio como administrador diocesano.

Como primeiro ato nesta função, Dom Sinésio pediu aos servidores e servidoras da Diocese, que ocupam cargos de confiança ou tem alguma nomeação oficial, que permaneçam em seus ofícios até a posse de Dom Canísio. Diz Dom Sinésio: “Nossa tarefa comum é manter nossa Diocese fiel a Jesus Cristo, o Senhor da Igreja, e fiel ao sucessor do Apóstolo Pedro, o Papa Bento XVI. Naturalmente, temos o compromisso de preparar condignamente a posse de Dom Canisio. Rezemos por ele para que seja abençoado por Deus e se sinta feliz em nosso meio. A Dom Canisio, nossas Boas Vindas”.



 
 
 

Artigo Visto: 673 - Impresso: 50 - Enviado: 17
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 172 - Total Visitas Únicas: 253467 - Usuários online: 11