COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
04/01/2012
O APOSTOLADO DO SOFRIMENTO
Porque sofrem os inocentes?
 
O APOSTOLADO NO SOFRIMENTO

Jesús nos ensina a sofrer por amor. Ajudamos ao próximo na proporção em que fazemos bem À sua alma. Não há maior bem para as almas que as graças obtidas por meio da oração unida ao sacrifício livremente oferecido.

Não há nada mais valioso e que dê mais fruto que o sofrimento entregue ao Pai unido ao de Jesus. Por isso a cooperação com Deus na salvação da humanidade está ao alcance de todos. Deus não necessita que façamos grandes coisas segundo nossas idéias. Na verdade Ele quer que lhe entreguemos: nosso coração, nossa vida, com todas suas situações de alegria e sofrimento.

Por que é tão valioso o sofrimento? Por que é o momento de maior oportunidade de confiar e de unirmos a Jesus por amor. A maior prova do amor se dá quando se sofre por quem se ama.

João Paulo II, falando do sofrimento, disse:

"Os enfermos e os que sofrem estão no mesmo centro do Evangelho. Pregamos o Cristo crucificado, o que significa que pregamos uma força que surge da debilidade . Quando os enfermos estão unidos com Cristo, a força de Deus entra em suas vidas, e se espalha pelo mundo".

O sofrimento humano pode mostrar a bondade de Deus. É certo que ocorre que a experiência do sofrimento desanima e deprime muita gente, porém na vida de outros pode criar uma nova profundidade de humanidade, pode trazer nova força e nova visão. O Caminho para compreender este mistério é nossa fé?. ( JP II, 30/10/98). É por isso que o Santo Padre tanto valoriza o apostolado do sofrimento. Não devemos esperar até que nos venha uma grave enfermidade para exercê-lo.

Este apostolado está aberto a todos que tenham fé e amor. Pela fé apreciamos a nobreza do sofrimento já que Jesus Cristo se fez homem e nos salvou, sofrendo até a morte.

Pelo amor fazemos de cada sofrimento um sacrifício, e mais, quem muito ama chegará a alegrar-se de sofrer por quem se ama.

É certo que o Sangue de Cristo é mais que mérito para ganhar a salvação, porém Ele quer que esta salvação se receba por meio da cooperação dos pecadores. É por isso essencial que unamos nossa cruz pessoal com a Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo. Devemos dizer como São Paulo: ?Agora me alegro pelos padecimentos que suporto por vós e completo em minha carne o que falta as tribulações de Cristo em favor de seu Corpo, que é a Igreja? (Colossenses 1:24)

Por que SOFREM OS INOCENTES?

Jesus Cristo ensinou com clareza que as vítimas (pessoas que sofrem) não são mais culpadas do que o resto da população. " Neste mesmo tempo contavam alguns o que tinha acontecido a certos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. Jesus toma a palavra e lhes pergunta: Pensais vós que estes galileus foram maiores pecadores do que todos os outros galileus, por terem sido tratados desse modo? Não, digo-vos. Mas se vos arrependerdes, perecereis do mesmo modo"(Lucas 13 1-5)

Todos temos pecado e somos culpados pelos males.

Deus criou tudo de bom. Os males, tanto os desastres causados pelos homens, quanto as enfermidades, são conseqüências do pecado. O pecado causa uma grande desordem que afeta tosa a criação.

Somos culpados, pois todos nós pecamos. O Pecado causa uma grande desordem que afeta a toda criação.

Somos culpados, pois todos nós pecamos. Portanto neste mundo os justos e injustos sofrem e morrem. Está claro que os justos também experimentam tribulações. A Paixão de Jesus Cristo é o melhor exemplo disto.

Deus está conosco na dor.

O mesmo Jesus Cristo, sendo Deus, assumiu a natureza humana e sofreu a mais terrível morte ao ser crucificado. Assim sem impedir o mistério do sofrimento, Jesus se adentrou nele e lhe deu um novo valor, um novo sentido. Então o Cristão já não sofre sem sentido, pois se une ao sofrimento de Jesus Cristo. Se no sofrimento e na tribulação você se mantém fielmente unido a Jesus Cristo, obterá a vitória de Jesus na sua ressurreição.

Os momentos de tribulação nos trazem presente o mistério do mal, porém como Cristãos temos a oportunidade de enfrentá-lo e vencê-lo, ainda que isto signifique morrer, então a morte se converterá em vitória. ?Agora me alegro pelos padecimentos que suporto por vós e completo em minha carne o que falta as tribulações de Cristo em favor de seu Corpo, que é a Igreja (Colossenses 1,24).

O Sofrimento como Advertência:

Jesus Cristo nos ensina que as catástrofes contém uma advertência para todos: "e se não vos converteis, todos perecereis do mesmo modo"(Lucas 13,5). Jesus nos recorda com estas palavras nossa responsabilidade e a importância da conversão. Somos peregrinos nesta terra, nosso lugar definitivo, é o céu. Não podemos seguir como antes, com uma vida só de pecados. Sabemos que somos culpados, pois todos nós pecamos. Cada um deve decidir: Os momentos de tribulação, de sofrimento, suscitam o bem ou o mal em meu coração?

Vemos os dois ladrões em volta do Senhor. Enquanto um blasfemava, o outro defendia a Jesus Cristo e lhe pedia para entrar em seu reino.

Nas tragédias há aqueles que blasfemam enquanto outros se entregam para servir com amor. Tantos exemplos de amor em meio ? s tragédias, aos grandes desastres. Quantos abrem seus corações, esquecendo-se de si próprios. Deus sabe conhece os corações e recompensará segundo seu Amor. Para nós pessoas que agem assim representam testemunhos fortes de amor e fé, uma inspiração. Assim foi a vida de muitos Santos e Mártires.

São Paulo prepara o cristão para as tribulações, falava por experiência. Em toda tribulação a graça de Deus o sustentava na fé até obter a vitória final, que foi seu martírio.

Seguem algumas das muitas passagens sobre tribulações, para que nos ajudem a suportar as nossas:

Romanos 8,35-37
"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A injustiça ? A perseguição? A fome? A nudez? Os perigos? A espada? Como diz a Escritura: Por tua causa somos mortos todo o dia; tratados como ovelhas destinadas ao matadouro. Porém em tudo isto saímos vencedores graças à Aquele que nos amou".

II Corintios 1,3-4
"Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias, Deus de toda a consolação, que nos conforta em todas as nossas tribulações, para que, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus, possamos consolar os que estão em qualquer angústia!"

II Corintios 1,8-9

"Não queremos, irmãos, que ignoreis a tribulação que nos sobreveio na Ásia. Fomos maltratados ali desmedidamente, além das nossas forças, a ponto de termos perdido a esperança de sair com vida. Sentíamos dentro de nós mesmos a sentença de morte, para que aprendêssemos a pôr a nossa confiança não em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos."

Efesios 3,13
"Por isso vos rogo que não desfaleçais nas minhas tribulações que sofro por vós: elas são a vossa glória."

Filipenses 4,14
"Contudo, fizestes bem em tomar parte na minha tribulação".

I Tesalonicenses 1,6: ?E vós vos fizestes imitadores nossos e do Senhor, ao receberdes a palavra, apesar das muitas tribulações, com a alegria do Espírito Santo?

I Tesalonicenses 3,3-4 : "A fim de que, em meio às presentes tribulações, ninguém se amedronte. Vós mesmos sabeis que esta é a nossa sorte. Estando ainda convosco, vos predizíamos que haveríamos de padecer tribulações. É o que aconteceu e estais sabendo. "

I Tesalonicenses 3,7: " Assim, irmãos, fomos consolados por vós, no meio de todas as nossas angústias e tribulações, em virtude da vossa fé".

A palavra Sofrimento vem do latim: SUFFERE, que quer dizer: suportar, sustentar, resistir, sofrer...

Padre Jordi Rivero





 
 
 

Artigo Visto: 900 - Impresso: 65 - Enviado: 14
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 56 - Total Visitas Únicas: 271718 - Usuários online: 11