COMUNIDADES DE VIDA E ORAÇÃO - Vigiai, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor (Mateus 24,42)
Documento sem título
 




 
 
10/01/2012
JESUS ESTÁ SIM, PRESENTE NA EUCARISTIA
A missa é o Céu na terra
 

“Graças à Eucaristia, os santos viveram levando o amor de Deus ao mundo de maneiras e formas sempre novas”. (1) - Papa Bento XVI.

“Os quatro seres vivos tem cada um seis asas e são cheios de olhos ao redor e por dentro. E, dia e noite sem parar, proclamam:

“Santo, Santo e Santo. Senhor Deus todo- poderoso, Aquele que era, Aquele que é e Aquele que vem”.

“Digno és tu, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, pois tu criaste todas as coisas; por tua vontade elas não existiam e foram criadas” (Ap 4,8-11).

O livro do Apocalipse apresenta uma visão que nos permite elevar a nossa mente e o nosso espírito de uma perspectiva terrena para uma perspectiva celestial. A visão de São João Apóstolo, portanto, nos ajuda a colocarmos o nosso coração no céu e não na terra (CI 3,1-2).

E mais que nada na terra, o Santo Sacrifício da Missa nos permite não só vislumbrarmos uma perspectiva celestial como termos uma experiência celestial.

Na Missa, Jesus está presente na Eucaristia, e, como Ele mesmo disse: “Eu sou o pão vivo que desci do céu. Quem comer desse pão vivera eternamente”. (Jo 6,51). Na Pessoa de Jesus Eucarístico, “o céu se une à terra”. (Canto Exultet – Proclamação da Páscoa).

Na Missa, nós nos juntamos aos anjos e santos, para cantar, “Santo, Santo, Santo”. (Ap 4,8). Na Missa vivemos em adoração celestial e caridade terrena, até que Jesus retorne, e O louvamos “em Seu santuário”. (Sl 150,1).

Na Missa aguardamos com alegria a nova vida de Jesus, esperando sermos levado com Ele para o céu” (Ap 4,1), através da qual nos juntamos à adoração celestial “ao redor do trono” ( Ap 4,4). Na Missa, “a Eucaristia é celebrada em comunhão com toda a Igreja do céu e da terra”. (Catecismo n. 1354).

Na Missa, passamos a ser “cidadão do céu. É de lá que ansiosamente esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo”. (Fl 3,20). “A participação do Santo Sacrifício [da Missa] nos identifica com Seu coração, sustenta as nossas forças ao longo da peregrinação desta vida, faz-nos desejar a vida eterna e nos une já à Igreja do céu”. (Catecismo n. 1419). (2)

A glória celestial é vivenciada na graça e no amor da Santa Missa.

É o poder da Santa Missa que nos dar o sentido real da nossa vida e a felicidade maior do nosso espírito.

O mar do derramamento da misericórdia do bom Deus se encontra no Santíssimo Sacramento do Altar.

O Sacramento da Eucaristia é bênção imensurável de cura, milagres e libertação. É a atitude completa e concreta do poder de Deus em prol da redenção humana.

Tenhamos bastante humildade diante da Santíssima Eucaristia. Vamos sempre suplicar à Santíssima Trindade para compreender e viver melhor o mistério da Santa Missa.

Dizia o Santo da ecologia, do amor e da paz, São Francisco de Assis: “Sinto-me abrasado de amor até o mais íntimo do coração pelo santo e admirável Sacramento da Santa Missa e deslumbrado por essa clemência tão caridosa de Nosso SENHOR, a ponto de considerar grave falta, para quem podendo assistir a uma Missa, não o faz”.

O sábio bispo de Hipona e Doutor da Igreja Santo Agostinho disse: “Será ratificado no céu a bênção, que do Sacerdote recebes na Santa Missa”.

“A Eucaristia é o centro vital do universo, capaz de saciar a fome de vida e felicidade: “Aquele que se alimenta de mim, vivera por mim” (Jo 6,57). Nesse Banquete feliz participamos da vida eterna e assim, nossa existência cotidiana se converte em Missa prolongada” (DA nº 345).

Seja a Santa Missa, o centro da nossa vida. Se possível vamos diariamente a esse banquete celestial e vivamos o céu na terra!

Glória Honra, Louvor e Adoração para sempre à Santíssima Trindade pelo Santíssimo Sacramento do Altar!

Pe. Inácio José do Vale

Pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo

Professor de História da Igreja

Faculdade Teológica de Volta Redonda

e-mail: pe.inaciojose.osbm@hotamil.com

 

NOTAS:

Homilia do Papa Bento XVI na Basílica de São João de Latrão, 07/05/2005.

Um Pão, Um Corpo, nº 51, p.55.

 





 
 
 

Artigo Visto: 613 - Impresso: 33 - Enviado: 14
Ajude a manter a nossa obra de evangelização e o nosso site no ar, faça uma doação.

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte www.cidadaosdoinfinito.com.br

 

 
Visitas Únicas Hoje: 166 - Total Visitas Únicas: 253255 - Usuários online: 6